Vejam um ciclista, ele gosta de ajudar as pessoas e de preservar a natureza

Olá Visitante
 



 


DV NA TRILHA GANHA AUTONOMIA
E

DEIXA O REBAS DO CERRADO



Amigos do Grupo Rebas do Cerrado,

O Projeto Deficiente Visual na Trilha figurou durante 6 anos como uma dimensão bem diferenciada dos propósitos centrais do Rebas que são voltados para a organização de eventos e a iniciação de ciclistas em trilhas de mountain bike. De natureza social o Projeto DV na Trilha visa preparar/capacitar deficientes visuais (DV) para participar de trilhas e passeios de mountain bike.

O projeto nasceu de um sonho idealizado em 2004 por ciclistas parceiros do Rebas do Cerrado, o Marcos Vieira, conhecido por Chambinho e o casal Simone Cocenza e Danilo Hayakawa, também pelo Marcelino Brandão e o saudoso Bob King, na ocasião, Coordenadores do Rebas. O sonho se tornou realidade a partir da contribuição efetiva, constante e plena dos membros do nosso Grupo.

A ligação do Grupo com o Projeto DV acabou no final do ano passado como conseqüência de um processo natural de crescimento a qualquer instituição que se desenvolva de forma equilibrada.

A Coordenação do Projeto considerou-se com maturidade suficiente e necessidade de autonomia para tratar das atividades desta iniciativa sem precisar envolver o nosso Grupo. Uma vez que o nosso papel foi exclusivamente de mantenedor, com muito pouco envolvimento nas rotinas, programações e decisões do Projeto DV, entendemos como saudável, aplaudimos e respeitamos esta decisão.

Vale, entretanto, reforçar publicamente os esforços e medidas que foram tomados pela coordenação do Rebas do Cerrado para a manutenção financeira do Projeto DV.

Logo após a proposta inicial de institucionalização do Projeto DV na Trilha feita por sua Coordenação Geral na pessoa de Marcelino Brandão, uma primeira diretriz de apoio financeiro foi tomada. Definimos uma pequena margem em cima da venda dos produtos Rebas com o objetivo de destinar principalmente ao Projeto DV, ou seja, foi inserido um acréscimo sobre o valor de custo dos nossos produtos para esta finalidade.

Foi uma medida que em primeira instância não parecia forte, mas que, com o passar do tempo, a partir das vendas entusiasmadas da amiga Débora, ganhou um vulto que não imaginávamos.

Uma outra diretriz que surgiu das nossas possibilidades enquanto grupo que movimenta muitas pessoas, foi a de garantirmos o direcionamento de 5% do valor da inscrição do do Superando Limites nas versões 2005/2006/2007/2008 e 2009 para o Projeto DV. Foi assim, mas uma vez para a nossa satisfação.

O Grupo conseguiu angariar a importância de R$8.000,00 e doou na ocasião de separação do Projeto o que tínhamos em conta corrente destas fontes. Depósito feito em 29/03/2010.

Ficamos gratificados com este repasse, apesar de sabermos que se trata de quantia inferior ao que o Projeto necessita para sobreviver em um ano. Com um sentimento de missão cumprida. A Coordenação atual tem satisfação em anunciar tal informação.

Uma oportunidade de reforço financeiro substancial surgiu para o Projeto em meados de 2005, logo após a sua institucionalização. Foi à oferta da Caixa Econômica de um valor a ser pago por ciclista e em troca cumprirmos a função de Batedores no evento de peso desta organização chamado A Volta do Lago. É a mais importante corrida a pé de Brasília. Aceitamos o desafio, convidamos com muito entusiasmo os membros do grupo e, desde esta primeira versão do evento tivemos os 100 ciclistas voluntários necessários para recebermos da Caixa um valor entre R$ 6.000,00 (seis mil reais*) em 2005 até aproximadamente R$ 8.000,00 (oito mil reais*) em 2009. * valores sem o débito com a alimentação dos nossos batedores.

Isso! Foram 5 anos de participação dos nossos membros para apoiar o custeio do Projeto Rebas DV como voluntários nesta corrida, a Volta do Lago. O Pedal Noturno engrossou a lista de voluntários a partir de 2006 e as coisas sempre fluíram muito bem neste evento que com força só tem crescido ao longo destes anos.

Queremos com esta mensagem partilhar com todos os amigos Rebas a nossa alegria com o sucesso do DV na Trilha. Temos certeza de que pudemos cumprir com um importante papel para o amadurecimento do Projeto. Parabéns aos que estão nesta empreitada contribuindo de alguma forma, seja por terem comprado os produtos Rebas, por participarem no Superando Limites ou, principalmente, pelo voluntariado nas atividades do Rebas, do Projeto e nas corridas da Volta do Lago. Parabéns pelo desprendimento em doar parte do seu tempo para esta finalidade.

Entendemos que os acontecimentos apresentados nesta mensagem não seriam realidade caso não pudéssemos contar com o maravilhoso fenômeno social que é o Grupo Rebas do Cerrado. Que somos nós!

O ano de 2010 está acontecendo e o Projeto DV tem outra cara. Independente em termos institucionais, o Projeto continuará dependendo da contribuição de cada um de nós que valoriza esta iniciativa.

Dia 30 de maio tem a 7ª versão da Corrida Volta do Lago. Convidamos mais uma vez os membros para o apoio ao Projeto. Informe-se sobre as condições de apoio na página do DV na Trilha.

www.dvnatrilha.com.br.

DESEJAMOS TODO O CARINHO E SUCESSO AO PROJETO DV NA TRILHA

Coordenação do Rebas do Cerrado





Marca registrada Rebas do Cerrado - Nota de rodapé do site
Webdesigner: Débora Alves

A primeira versão deste site foi construída por Eliézer Roberto Pereira , Bob King, um dos fundadores do Rebas do Cerrado que infelizmente nos deixou em dezembro de 2004.

Posteriormente o nosso amigo Marcelino Brandão Filho, também fundador e coordenador do grupo por 6 anos, desenvolveu com dedicação ímpar uma nova versão. Marcelino faleceu em julho de 2013 e além do site deixou entre outros legados importantes a padronização dos procedimentos de operacionalização e condução dos eventos Rebas.

Mantemos a página principal o mais próximo possível do desenho original em homenagem aos dois fundadores.

As marcas Rebas® e Rebas do Cerrado®, bem como o logotipo® do grupo Rebas do Cerrado são Marcas Registradas® pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial(INPI), com todos os Direitos Reservados.