Vejam um ciclista, ele gosta de ajudar as pessoas e de preservar a natureza

Olá Visitante
 



 
Depoimentos



Autor: Arquimedes de Siracusa
Data: 23Dez2008
Fonte: E-mail

Título: Natal e Ano Novo

Caros Rebas,

Ao final de mais um ano, não poderia deixar de enviar esse depoimento e mensagem à vocês, companheiros e amigos que já fiz e que ainda conhecerei e farei, a todos que integram essa verdadeira família de pessoas bacanas.

Hoje completo exatos um ano e oito meses de convívio com o Grupo. Não é muito tempo, é um fato. Entretanto, parece-me uma longa e maravilhosa vida quando lembro dos momentos alegres e felizes que tenho vivenciado junto à vocês.

Desde a recepção amiga e acolhedora quando me apresentei ao Grupo, seguida das indescritíveis sensações e emoções que experimentei nas trilhas junto a vocês, a natureza, os eventos como o 'Superando Limites', o 'Iron Biker', e agora o final de ano emoldurado pelo 'Alto Delírio' e pela confraternização no Canabrava, o companheirismo, a solidariedade e amizade ..., tudo isso me faz ver o Rebas um autêntico espírito de amor e integração entre pessoas e entre as pessoas e natureza, uma 'preleção' de vida.

Em todo esse tempo, ou melhor dizendo, mais parece que vivi várias vidas, uma em cada trilha. E essa sensação sempre me vem! A cada reunião nos pontos de encontro, nasço de novo.

Em seguida, saio brincando e curtindo como posso, natureza afora, e tal como, quando criança, perambulava com amigos pelos caminhos, matas e montanhas de Minas (em Aiuruoca) .

Meus amigos e companheiros de infância -Incrível! - às vezes parece que os reencontro nas nossas trilhas.

Há muita semelhança entre viver e pedalar. Já vi alguém dizer: ' viver é como pedalar: ora se cança, se cai e se levanta'.

Nas trilhas, também penso, pedalar é como viver.

Costumo comparar aquelas subidonas em que quase ficamos sem folego aos momentos difíceis. Nas descidas, em cada pedreira e cascalho escorregadio, a vejo como o preciso jogo de cintura e a técnica para viver; as brincadeiras, as piadas, as palavras de incentivo e as demonstrações de carinho dão o sabor e o gás para lutar; e aqueles visuais extases que compartilhamos, comparo-os à conquistas que, aqui e acolá, nos vem como vitórias e nos mostram como viver vale a pena.

Quando termina uma trilha, já fico com expectativa na próxima vida. Assim,é com o Rebas, vou vivendo muitas vidas. Fáceis, médias ou difíceis, elas são todas, algumas mais e outras menos, inesquecivelmente maravilhosas.

Por tudo isso, muito agradeço o companheirismo e a amizade de todos.

Outro dia me deparei com a frase:

A vida não é medida pelo número de vezes que você respirou, mas pelos momentos em que você perdeu o folego: de tanto rir, de surpresa, de extase, de felicidade.

Não descobri o autor, mas achei interessante, e penso que tenha a ver com o espírito do Grupo e a ofereço a todos.

Um grande abraçao à todos,

ARQUIMEDES

Marca registrada Rebas do Cerrado - Nota de rodapé do site
Webdesigner: Débora Alves

A primeira versão deste site foi construída por Eliézer Roberto Pereira , Bob King, um dos fundadores do Rebas do Cerrado que infelizmente nos deixou em dezembro de 2004.

Posteriormente o nosso amigo Marcelino Brandão Filho, também fundador e coordenador do grupo por 6 anos, desenvolveu com dedicação ímpar uma nova versão. Marcelino faleceu em julho de 2013 e além do site deixou entre outros legados importantes a padronização dos procedimentos de operacionalização e condução dos eventos Rebas.

Mantemos a página principal o mais próximo possível do desenho original em homenagem aos dois fundadores.

As marcas Rebas® e Rebas do Cerrado®, bem como o logotipo® do grupo Rebas do Cerrado são Marcas Registradas® pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial(INPI), com todos os Direitos Reservados.