Vejam um ciclista, ele gosta de ajudar as pessoas e de preservar a natureza

Olá Visitante
 



 
Depoimentos



Autor: Rivia Greice
Data: 10Out2008
Fonte: E-mail

Título: Depoimento 2

De vez em quando somos supreendidos pela vida. Por mais que achamos estar preparados para o amanhã, de repente o destino vem e nos mostra a sua força e o seu poder, convalidando a afirmativa de quem guia a verdade é a vida, o próprio viver.

Desde menina sempre acreditei que surpresas deveriam ser sempre boas e, assim, sempre foi fácil entendê-las. Quando nos surpreendemos com algo ruim, um sentimento estranho toma conta de tudo e essa sensação só sabe descrever quem passa por ele (ele, o algo ruim). Claro o entendimento da vida para cada pessoa é como ela, único, cada um tem sua forma de enxergá-lo.

Quando nos vemos diante de uma situação ruim, o vazio do mundo aumenta de dimensão e é como se estivéssemos sozinhos no alto de uma colina e que nada, nem ninguém se preocupa conosco. E é justamente nesta hora que percebemos alguém chegar, oferecendo um pouco de água, estendendo sua mão amiga para que juntos, alcancemos o outro lado da colina, cujo nome é "VIDA" e retomamos a jornada, e não muito distante surge uma outra pessoa dizendo que logo ali existe uma cachoeira linda, e segura na sua outra mão e retomamos a caminhada para a vida. Tenho certeza de que estes que sobem em busca de outras pessoas que, por algum motivo, se desgarraram do rebanho e foram parar do lado escuro da colina são conhecidas como "REBAS", estes amigos verdadeiros que estão ao nosso lado, tanto nos momentos de tristeza, como nos de alegria, descobrindo conosco novas paisagens. Mesmo com dúvidas se realmente fizemos de tudo para não degradar a natureza, se levamos para a trilha tudo que foi recomendado, se não esquecemos algo pelo caminho, com dificuldade apoiam suas mãos em nossas costas e seguimos, sem GPS,sem planilha e sem mapa.

Situações ruins são assim - ficamos sem GPS, sem planilha, sem mapa; e aí percebemos que nestes momentos da vida, não sabemos o que vamos encontrar após uma curva ao final de uma boa descida, por isso, devemos viver cada paisagem, cada segundo, contemplando nossas trilhas.

E quando um REBA sobe a colina para nos resgatar, de algum jeito nos faz perceber que podemos caminhar novamente, que a vida continua. Paramos, olhamos fotos, lembramos de bons momentos, paisagens, trilhas, amamos , choramos.

Sempre aparece um REBA para enxugar suas lágrimas ou chorar com você e nos dar a certeza de que no caminho da vida, mesmo sem GPS, planilha ou mapa, inexplicavelmente iremos nos deparar de novo com uma bela trilha, um single punk e muitos, muitos amigos.

Valeu rebanho, logo logo, essa ovelha estará de volta.

P.S. Desculpem algum erro, pois estou tramaltizada (tramal na veia de 6/6 horas)hehehehe.

Abraços e Beijos
Enfermaria 3A Hospital Sarah Kubitschek
Rìvia O+

Marca registrada Rebas do Cerrado - Nota de rodapé do site
Webdesigner: Débora Alves

A primeira versão deste site foi construída por Eliézer Roberto Pereira , Bob King, um dos fundadores do Rebas do Cerrado que infelizmente nos deixou em dezembro de 2004.

Posteriormente o nosso amigo Marcelino Brandão Filho, também fundador e coordenador do grupo por 6 anos, desenvolveu com dedicação ímpar uma nova versão. Marcelino faleceu em julho de 2013 e além do site deixou entre outros legados importantes a padronização dos procedimentos de operacionalização e condução dos eventos Rebas.

Mantemos a página principal o mais próximo possível do desenho original em homenagem aos dois fundadores.

As marcas Rebas® e Rebas do Cerrado®, bem como o logotipo® do grupo Rebas do Cerrado são Marcas Registradas® pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial(INPI), com todos os Direitos Reservados.